Quem nunca esteve na situação de ver a luz do marcador de combustível do carro entrar na reserva e se perguntou onde fica o posto de combustível mais próximo, ou quantos quilômetros ainda consigo rodar?

Pode ser que isso ocorra exatamente quando você se viu de frente com um engarrafamento. Pode ser que alguém da família tenha usado o carro e esqueceu de abastecer. Pode ser que você saiu de viagem e está no meio de um lugar desconhecido, sem rede de telefone móvel e não encontra um posto de combustível. Ou, quem sabe, você é simplesmente um daqueles motoristas que só abastecem quando acende a luz de aviso que está na reserva.

A luz de advertência de baixo combustível no painel do seu carro não indica que o tanque do seu veículo está a zero, indica que você tem alguns quilômetros para resolver a questão. Se isso acontecer, não se desespere com a situação, mantenha o foco para resolver o problema e o melhor a fazer é seguir as dicas que vamos te dar a seguir:

1- Pare o carro

Localize um local, preferencialmente no acostamento da via, onde disponha de segurança. Com o carro parado, utilize o sistema de navegação do seu veículo, ou do seu smartphone, para localizar o posto de gasolina mais próximo. Dirigir e pesquisar a rota ao mesmo tempo, desviando os olhos da estrada, pode causar um acidente, além de ser uma infração de trânsito.

2- Escolha o posto melhor localizado

Pode ser que o seu aplicativo de navegação indique mais de uma opção de postos, se a distância for a mesma a qualquer um deles, verifique qual está localizado em um declive, escolha este. É preciso menos combustível para descer uma ladeira do que para subir. Avalie a rota, nem sempre a mais curta é a melhor, se incluir vários desníveis ou semáforos, seu veículo poderá usar mais combustível do que em uma rota mais longa com menos paradas e vias niveladas, já que poderá ter menos mudanças de marchas e manter a velocidade constante.

3- Mantenha a calma

Com a rota definida, retome o caminho e siga para o posto de combustível. Não acelere para tentar chegar mais rápido, isso fará com que aumente o consumo. Use a marcha mais alta quando for possível fazê-lo, não fique com as marchas mais baixas por muito tempo. Dirigir devagar na marcha mais alta também aumentará o consumo de combustível.

A velocidade mais eficiente de combustível é normalmente em torno de 70 e 80 km/h, mas atenção ao limite de velocidade da via, que pode ser menor. O segredo é manter o equilibro de acelerador e rotação do motor, para manter um consumo baixo com a velocidade constante.

Evite a condução agressiva (aceleração, aceleração rápida e frenagem), isso desperdiça combustível e pode aumentar o seu consumo, seja em velocidades contínuas de rodovias ou tráfegos com muitos semáforos (para e acelera).

 

4- Desligue o ar-condicionado

Desligue o ar-condicionado imediatamente. Independente do modelo, o compressor do ar-condicionado utiliza uma substancial carga elétrica no carro, quando é desligado isso reduz a pressão sobre o alternador, o que, por sua vez, reduz a demanda do motor, resultando em uma economia de combustível.

5- Mantenha as janelas fechadas

Dependendo do clima, pode virar um forno, um incomodo, mas as janelas abertas aumentam a resistência ao vento, fazendo com que seu veículo use mais energia para empurrar o ar e poder seguir. O efeito da resistência do vento pode ter um efeito bem pequeno em baixas velocidades, mas aumenta quando guiamos em velocidades de rodovia. Dirigir com as janelas abertas pode gastar tanto combustível quanto manter o ar condicionado ligado.

6- Desligue os acessórios eletrônicos

Nessa hora, a sua música preferida pode não ajudar, principalmente se estiver ouvindo através de algum aparelho ligado ao veículo. Desligue o rádio, especialmente se for um de alta potência, junto com todos os outros dispositivos elétricos, inclusive retirar o telefone do carregamento. A economia de combustível pode ser pequena, mas pode ser a diferença entre chegar ou não ao posto de combustível.

Caso o combustível termine

Caso o combustível acabe antes de conseguir chegar ao posto de gasolina, não insista em fazer o carro arrancar, isso pode dificultar a partida depois que conseguir reabastecer. Estacione o veículo, utilize o acostamento e, caso não haja acostamento, chegue o mais à direita possível. Ligue o pisca-alerta, coloque o triângulo de sinalização a uma distância de pelo menos 30 metros da traseira do seu carro, que são cerca de 30 passos largos, de maneira que fique visível aos condutores que se aproximarem.

O artigo 180 do Código de Trânsito Brasileiro, define como negligência à falta de combustível, a chamada pane seca, incorre em multa de R$ 130,16 e soma quatro pontos na carteira de habilitação.

Como evitar este tipo de situação

O seu carro pode ter um computador de bordo que permita verificar quantos quilômetros ainda podem ser rodados, depois que acende a luz da reserva de combustível, isso pode gerar uma falsa sensação de confiança. As circunstâncias nem sempre são ideais no trânsito e se você ficar preso em um engarrafamento? E se não houver postos de combustíveis funcionando próximos à sua localização?

Estar atento com a manutenção do nível de combustível e o abastecimento logo após que a luz da reserva acender, ajudará a evitar a dor de cabeça que é o risco de uma parada por pane seca. O recomendável é rodar com, pelo menos, um quarto do tanque preenchido.

Se você vai pegar uma rodovia ou dirigir por regiões que não conhece, fique de olho nas nossas dicas:

  • Digitalize, ou imprima, o mapa da rodovia a ser utilizada através de um aplicativo ou do Google Maps;
  • Marque os postos de combustíveis ou anote os dados em um papel;
  • Verifique os dias e horários de funcionamento dos postos de combustível por onde você deve passar;
  • Durante a viagem, verifique sempre o indicador de combustível do seu carro.
  • Abasteça sempre que o marcador de combustível abaixar do meio tanque.

Porque correr o risco de dirigir com o tanque na reserva?

Se você é um daqueles motoristas que não liga muito em dirigir sempre com o tanque na reserva, atenção, dirigir constantemente com o veículo nessa condição pode ser bem ruim para o seu bolso, veja porque:

  • De forma realista, é muito fácil evitar esta situação, troque o limite de reabastecimento para quando o tanque chegue a um quarto do tanque, em vez de esperar que a luz da reserva acenda;
  • Evite deixar o tanque de combustível quase seco, há resíduos que podem se acumular na parte inferior do tanque e serem sugados pelo motor. Isso pode causar algum tipo de entupimento ou gerar mais manutenções;
  • Pode não acontecer na primeira vez, mas se dirigir na reserva se tornar um hábito, é provável que a bomba de combustível de seu carro, que está constantemente com o tanque quase vazio tenda a aquecer mais, aumentando o risco de queima da bomba, gerando um custo desnecessário;
  • Quando faltar combustível, e o motor se desligar, fique atento pois o pedal de freio ficará rígido e não funcionará como de costume;
  • Outro problema, é que a direção hidráulica tenda a travar, pois haverá o desligamento da bomba hidráulica, gerando o descontrole da direção do seu veículo;
  • Pense bem, mesmo que você tenha sorte, o estresse da situação não vale a pena.

Erros comuns de quem deixa o tanque na reserva

São características da pessoa que normalmente deixa o tanque de combustível sempre chegar a reserva:

  • Está mais preocupado com engarrafamentos, chuva forte e com o marcador de combustível;
  • Deixa de abastecer em um posto de confiança na esperança de encontrar combustível mais barato em outro lugar;
  • Está confiante de que sabe exatamente quanto de combustível ainda tem quando a luz da reserva acende pela primeira vez;
  • Acredita que sempre é possível pedir ajuda rápida diante a situação da falta de combustível.

Lembre-se, prevenir é sempre a melhor maneira de evitar problemas e preocupações com o seu veículo.

Escreva um comentário