A tecnologia de freio ABS é mais uma das alternativas na qual a indústria automotiva investiu para garantir maior segurança aos veículos.

Anti-lock Braking System ou, em português, sistema de freios antitravamento, possibilita maior poder de frenagem sem que haja o travamento das rodas, além de mais estabilidade em situações de frenagem de emergência.

Por meio dessas condições, o motorista consegue desviar de obstáculos na hora de frear, com redução de distância de parada em até 30%. E mesmo diante de condições adversas, como estradas de terra, tempestades ou até gelo, os freios ABS proporcionam o controle adequado do veículo.

Todos os carros fabricados no Brasil a partir de 2014, devem obrigatoriamente contar com essa tecnologia, mas há muitos motoristas que ainda carregam algumas dúvidas sobre ela. E é por isso que preparamos esse artigo que irá trazer alguns esclarecimentos sobre esse importante sistema de segurança. Acompanhe!

Como funciona o freio ABS?

O ABS trabalha com um sistema de sensores que monitoram a rotação de cada roda, comparando-as com a velocidade do veículo. Esse monitoramento indica se alguma delas está na iminência de travar.

Por sua vez, o módulo eletrônico recebe e avalia essa informação em milésimos de segundos e realiza a intervenção, modulando a pressão de frenagem. Isso irá garantir que a roda não trave e oferecer condições para uma frenagem mais segura.

Por que os freios ABS são mais seguros?

Esses freios são comprovadamente mais seguros porque em situações de imprevisto ou em pistas sem a aderência adequada, sua tecnologia será suficiente para não deixar o motorista em uma situação de perigo.

Algumas pesquisas já comprovaram que ele reduz de maneira considerável os acidentes de trânsito em todo o mundo. Os freios ABS oferecem como principais benefícios as seguintes condições:

– Não travamento das rodas, mesmo em pistas com baixa aderência;

– Redução de até 30% na distância percorrida durante a frenagem;

– Controle total da direção, mesmo nos casos em que os freios forem acionados ao extremo.

Quais são os cuidados na manutenção do freio ABS?

Apesar de toda a tecnologia envolvida, os freios ABS precisam passar por uma checagem preventiva, por meio de uma revisão, uma vez por ano ou a cada 10.000 km rodados.

É preciso ter atenção redobrada quanto ao fluido de freio, que pode danificar a unidade hidráulica, caso esteja velho, com água em excesso, contaminado ou se estiver com a especificação errada, faça esta checagem gratuitamente no Posto 214 Sul.

Sobre a manutenção dos freios de veículos com ABS, é preciso seguir alguns cuidados, já que até mesmo uma troca de pastilhas pode causar danos nos componentes se não for feita da maneira apropriada.

Por isso, é importante levar o carro a uma oficina de confiança, com mecânicos experientes e habilitados para o serviço.

Considere também que sempre que você verificar um comportamento estranho do carro no momento em que for frear, é preciso procurar um mecânico imediatamente. Situações como travamento das rodas, aumento na distância percorrida durante a frenagem, muita trepidação no pedal, luz de alerta do ABS acessa, ruídos incomuns, entre outras coisas, merecem atenção.

Gostou das dicas? Então não deixe de sempre acessar nosso blog para ter acesso a outros artigos com informações importantes sobre cuidados com o seu carro. Aproveite e leia também: e entenda a importância de trocar o óleo do carro frequentemente.

Escreva um comentário