Você certamente já ouviu falar de aditivos que, adicionados ao combustível, prometem potencializar o funcionamento do veículo, reduzindo o consumo de gasolina ou diesel.

Mas será que esses aditivos realmente funcionam? De que forma o uso dos aditivos ajuda você a gastar menos na hora de abastecer? É disso que falaremos a seguir.

Aditivos ajudam a economizar combustível?

Você já deve ter recebido a orientação de algum frentista ou amigo sugerindo o uso de aditivos. Essas substâncias são conhecidas por oferecer alguns benefícios, como o consumo reduzido de combustível. Mas como será que isso acontece?

Como você deve saber, para que o carro funcione, é preciso haver combustão dentro do motor, que nada mais é do que a queima da mistura de combustível e ar. Esse processo contínuo acaba provocando o acúmulo excessivo de carbono no sistema de alimentação do veículo.

Com o passar do tempo, todos esses resíduos acumulados podem obstruir os bicos injetores, causando problemas nas válvulas e na câmara de combustão, prejudicando a queima correta e esperada de combustível.

O resultado do excesso de sujeira no motor é uma variação na emissão de gases, o que impacta diretamente a saúde do meio ambiente e também aumenta o consumo de combustível, fazendo com que o carro precise ser abastecido com mais frequência.

É nesse momento que entram os aditivos. Eles possuem em sua composição alguns componentes que conferem ao combustível comum mais três propriedades: detergência, dispersância e diminuição do atrito.

A combinação desses fatores age eliminando os resíduos existentes do tanque, no motor, fazendo com que ele funcione dentro do esperado e até o escapamento. No caso de veículos novos, que ainda não sofrem com resquícios de carbono no motor, os aditivos prometem impedir a instalação de resíduos.

Aditivados e aditivos não são a mesma coisa

Existem algumas diferenças entre esses dois produtos. Os combustíveis aditivados já têm o aditivo na composição. A mistura é feita depois de testes e estudos, além de seguir as proporções exatas de cada produto.

Já o aditivo é vendido separadamente e adicionado ao combustível presente no veículo, que pode ser em maior ou menor quantidade no tanque. Fora isso, os combustíveis aditivados fazem uma limpeza mais gradativa no motor.

É importante tomar cuidado ao acrescentar o aditivo ao combustível já aditivado. A composição química do produto extra pode ser diferente daquela já presente na fórmula do combustível. Assim, a incompatibilidade pode causar reações ao motor.

Alguns motoristas preferem usar o aditivo vendido separadamente por não confiarem no combustível aditivado vendido em postos. Em todos os casos, é preciso escolher um local de confiança para adquirir um ou outro produto.

Outros benefícios do uso de aditivos

Além de reduzir o gasto de combustível, o uso de aditivos limpa e aumenta a durabilidade das peças internas do motor e diminui a incidência de problemas nesse local, evitando as idas regulares à oficina. Sem contar que o bom funcionamento do motor reduz a emissão de gases poluentes no meio ambiente. Recomenda-se após o uso dos aditivos de forma constante realizar a troca do filtro de combustível, será neste momento que você sentirá a renovação da injeção pura do combustível no motor.

Como você viu, o uso de aditivos tem um papel importante na economia de combustível, além de garantir diversas vantagens para o seu veículo.

Gostou do assunto abordado? leia sobre como transformar a gasolina comum em gasolina premium, a mesma usadas nos carros da fórmula 1.

Escreva um comentário