Nos últimos meses, vivemos ondas de altas temperaturas em todo o país, dos pampas de Porto Alegre ao Planalto Central. Não foi raro ver os termômetros superarem os 36ºou 38º graus em cidades em que a temperatura máxima costuma girar em torno dos 28 aos 30º graus. Os cientistas já alertaram: 2019 pode ser o ano mais quente no planeta. Diante disso, muitos nem ligam se ar condicionado gasta gasolina ou não.

Afinal, o resultado desse calorão é que entrar no carro e não ligar o ar condicionado tornou-se uma missão quase impossível. Porém, mais inevitável ainda é não sentir o peso na consciência: com a gasolina tão cara, vale mesmo a pena acionar o ar?

Se ouvimos falar que o ar condicionado gasta gasolina, também ouvimos que trafegar com as janelas abertas aumenta o gasto de combustível. E aí, o que fazer? Preparamos este conteúdo para tirar suas dúvidas sobre essa situação. Acompanhe!

Como funciona o ar condicionado automotivo?

Antes de entendermos como funciona o ar condicionado de automóveis, é importante conhecermos os itens que compõem o aparelho. São eles:

  • compressor;
  • condensador;
  • filtro secante;
  • válvula de escape;
  • evaporador.

Basicamente, o sistema de refrigeração do ar condicionado é responsável por retirar o calor de dentro do veículo e passá-lo para a parte externa, ou seja, para a rua. Quando ligamos o ar, o compressor aumenta a temperatura e a pressão do gás, fazendo com que ele evapore em forma de vapor quente.

Esse vapor é enviado ao condensador e lá transformado em líquido quente. O líquido, por sua vez, é enviado ao filtro secador, item responsável pela retenção de impurezas e absorção da umidade. Por fim, o gás é encaminhado para a válvula de expansão, onde perde pressão e esfria para perto dos 0º graus.

A próxima etapa é o evaporador, onde esse gás cumpre a função de absorver o ar de dentro do veículo e transformar-se novamente em vapor.

Ar condicionado gasta gasolina?

Quando acionamos o ar condicionado, nem parece que tantas reações são necessárias para que o ar seja resfriado, não é mesmo? Mas, com tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo no sistema, será que é verdade que o ar faz com que o carro consuma mais gasolina?

Sentimos informar, mas a resposta é sim. O compressor do ar condicionado retira energia do motor do automóvel para trabalhar. Com isso, quanto mais frio o interior do carro fica, de mais energia o compressor precisa e mais ele exige do motor. Resultado: maior consumo de combustível, que aumenta em média de 10% a 20%.

E a janela aberta, é uma solução mais econômica?

Se você estiver trafegando na estrada ou em vias em que a velocidade média atinge mais que 80 km/h, não.

Quando o veículo atinge essa quilometragem, a pressão do vento faz com que o motor tenha que trabalhar mais para vencer a interferência do ar entrando pela janela e fazer com que o automóvel ganhe velocidade. Em outras palavras: o consumo de combustível aumenta para que o motor tenha mais potência para que o carro alcance a velocidade que motorista está acionando ao pisar no acelerador.

Contudo, na cidade, esse efeito não acontece. Por isso, deixar o ar desligado e apostar na boa e velha janela aberta e no vento batendo na cara é uma boa opção para quem quer economizar.

Qual o cenário ideal?

Separamos algumas dicas que vão ajudá-lo a escolher a melhor solução para evitar o calor e ainda economizar no combustível. Vamos lá?

Regule a temperatura do ar condicionado

O ideal é nunca trabalhar com o ar condicionado no volume mais alto — quanto mais frio, mais gasolina é consumida. Mantenha-o entre 22 e 23º, temperatura suficiente para manter o clima agradável dentro do veículo sem exigir muito do compressor.

Acione o ar com regularidade

Para manter o bom funcionamento do sistema, é fundamental acioná-lo pelo menos uma vez por semana, por cerca de 10 minutos. Esse acionamento faz o óleo e o gás circularem, garantindo a lubrificação interna e evitando o ressecamento dos componentes.

Outra dica importante sobre a manutenção do filtro do ar! O ideal é que ele seja avaliado em toda revisão veicular. Assim, você identifica qualquer problema antes que a peça apresente mau funcionamento.

Viu só? Infelizmente, o ar condicionado gasta gasolina e, portanto, é preciso usá-lo com cuidado e entender o seu funcionamento para manter a eficácia do veículo e não desperdiçar combustível.

E por falar nisso, que tal aproveitar para descobrir também como economizar combustível nas suas viagens?

Escreva um comentário