Todo proprietário de carro ou moto sabe que a boa escolha do tipo de combustível é fundamental para que tenha o desempenho desejado. Por isso, neste texto traremos algumas dicas sobre como escolher o tipo de combustível ideal para seu veículo. Quer saber mais? Continue lendo este texto. A escolha do tipo de combustível ideal passa por vários fatores, desde valor, procedência, características do motor e do veículo. Está indeciso sobre qual combustível utilizar em seu veículo? Reunimos três bons conselhos para você, proprietário, ficar atento na hora de ir ao posto. Preste atenção à procedência do combustível O combustível consumido pelo veículo influencia para uma série de fatores relacionados ao veículo: o desempenho, a potência, a velocidade, a economia, a vida útil do motor, a emissão de gases poluentes, entre outras variáveis que interferem nos custos e na experiência de motoristas e passageiros. Combustível de procedência duvidosa pode ter fórmula adulterada. Desse modo, o veículo não entrega toda a potência para a qual foi projetado. Além disso, sua composição desequilibrada promove desgaste maior das partes móveis do motor, além do sistema de ignição e injeção eletrônica. A gasolina ou o etanol de procedência incerta (também chamado de combustível batizado) pode até ser mais barata, mas no fim o proprietário paga mais caro nas manutenções ou reparos de seu veículo. Como se tudo isso não bastasse, combustível adulterado também polui mais o meio ambiente. Mas e como é possível saber sobre a procedência do combustível rapidamente? Ao passar pelo posto, preste atenção à bandeira. Depois, observe os adesivos colados na própria bomba, que trazem detalhes sobre a distribuidora do etanol/gasolina como nome, cnpj e localização. Por isso, evite sempre abastecer postos de combustível sem bandeira ou com marcas genéricas. Tenha certeza da qualidade da procedência dos combustíveis comercializados no seu posto de preferência. Prefira os combustíveis Petrobras disponíveis no Posto 214 Sul. Sempre que possível, vá de gasolina aditivada Para proprietários que utilizam gasolina no tanque, uma dica importante é: sempre que houver possibilidade, utilize a gasolina aditivada em seu veículo. A diferença de preço costuma ser pouco significativa, de apenas alguns centavos, mas os benefícios em longo prazo trazem grande economia. Muita gente acredita que a gasolina aditivada serve para dar mais potência e performance ao veículo. Na verdade, não é bem assim que isso funciona. Este tipo de combustível é aditivado de fábrica com detergentes e dispersantes que integram a fórmula da gasolina. Estas substâncias aditivas são utilizadas para que a gasolina, ao ser movimentada no interior das tubulações e partes do veículo, limpem impurezas físicas e químicas que causam mais atrito e desgaste nas partes móveis do motor, além de lubrificar e limpar pistões, virabrequim e bicos injetores. Os dispersantes também ajudam a gasolina aditivada a ser menos nociva ao meio ambiente uma vez que for queimada e seus gases expelidos pelo escapamento. Assim, o proprietário aumenta a vida útil do motor do carro e ainda ajuda reduzir os impactos sobre o meio ambiente. A gasolina comum não possui aditivos em sua fórmula. Em postos com garantia de procedência, este combustível tem boa qualidade, porém, naturalmente, ele ainda gera resíduos de combustão que podem se acumular no interior do motor ao longo do tempo de uso. Se o motorista deseja alcançar o máximo desempenho em seu motor com gasolina, deve utilizar combustível qualidade premium, com octanagem maior. Porém, este tipo de gasolina só traz melhorias em motores de alta performance, presente em carros mais luxuosos. O proprietário também deve ter cuidado ao utilizar gasolina aditivada combinada a aditivos comercializados separadamente, colocados diretamente no tanque. Alguns destes produtos podem reagir com a composição da gasolina e anular sua característica detergente. Siga sempre as recomendações do fabricante. Compare preços entre gasolina e etanol na bomba Esta dica vai para proprietários de veículos com motor Flex, que aceita abastecimento tanto com gasolina, como com etanol. O conselho é: considere a diferença entre os preços dos combustíveis ao escolher entre um ou o outro. A gasolina é um derivado do petróleo. Seus custos de produção são mais altos, bem como toda a cadeia logística para que ela chegue até as bombas. Além disso, é um combustível mais durável que o etanol. Por essas e outras razões, ela é mais cara. O etanol no Brasil é produzido a partir de cana de açúcar, com custos de produção mais baixos. Além disso, ele está presente na fórmula da gasolina em até 27% da composição. Apesar de ter uma potência de combustão mais alta que a gasolina, o etanol é consumido mais rapidamente, por isso, um tanque de etanol dá menos autonomia de rodagem ao veículo do que a mesma quantia de gasolina. Isso torna o etanol mais barato. Porém, a diferença de preços entre estes dois combustíveis no momento do abastecimento é um fator importante a se considerar ao escolher entre etanol e gasolina. Normalmente, se o etanol estiver custando até 65% do valor da gasolina, ele é a melhor escolha. Se a diferença de preços for menor, a gasolina pode ter o melhor rendimento, mesmo sendo mais cara na bomba. Atenção: a porcentagem acima não é uma regra geral. Este cálculo varia de acordo com os diferentes modelos de veículos e seus motores. Outro fator que influencia no rendimento dos combustíveis é o comportamento do motorista, mais agressivo ou mais regular. No Brasil é proibido que carros de passeio sejam equipados com motores a diesel. No entanto, se você pretende comprar uma pickup média ou um utilitário 4x4 reduzido, é possível adquirir um veículo com motorização a diesel. Estes motores apresentam alta performance e potência. Além disso, o valor do diesel é menor do que o da gasolina e os motores têm desempenho econômico. O ponto negativo é a alta emissão de poluentes e o valor mais caro na compra. Este artigo foi útil para você? Aqui você pode encontrar muito mais conteúdo de qualidade que é útil para proprietários, motoristas e passageiros. Acesse nossos vídeos cadastre-se e baixe o nosso aplicativo para smartphone.

Todo proprietário de carro ou moto sabe que a boa escolha do tipo de combustível é fundamental para que tenha o desempenho desejado. Por isso, neste texto traremos algumas dicas sobre como escolher o tipo de combustível ideal para seu veículo. Quer saber mais? Continue lendo este texto.

A escolha do tipo de combustível ideal passa por vários fatores, desde valor, procedência, características do motor e do veículo. Está indeciso sobre qual combustível utilizar em seu veículo? Reunimos quatro bons conselhos para você, proprietário, ficar atento na hora de ir ao posto.

Preste atenção à procedência do combustível

O combustível consumido pelo veículo influencia para uma série de fatores relacionados ao veículo: o desempenho, a potência, a velocidade, a economia, a vida útil do motor, a emissão de gases poluentes, entre outras variáveis que interferem nos custos e na experiência de motoristas e passageiros.

Combustível de procedência duvidosa pode ter a fórmulação adulterada, recomendado pela ANP. Desse modo, o veículo não entrega toda a potência para a qual foi projetado. Além disso, sua composição desequilibrada promove desgaste maior das partes móveis do motor, além do sistema de ignição e injeção eletrônica.

A gasolina ou o etanol de procedência incerta (também chamado de combustível batizado) pode até ser mais barata, mas no fim o proprietário paga mais caro nas manutenções ou reparos de seu veículo. Como se tudo isso não bastasse, combustível adulterado também polui mais o meio ambiente, o que não é um combustível ideal.

Mas e como é possível saber sobre a procedência do combustível rapidamente? Ao passar pelo posto, preste atenção à bandeira. Depois, observe os adesivos colados na própria bomba, que trazem detalhes sobre a distribuidora do etanol/gasolina como nome, cnpj e localização.

Por isso, evite sempre abastecer postos de combustível sem bandeira ou com marcas genéricas. Tenha certeza da qualidade da procedência dos combustíveis comercializados no seu posto de preferência. Prefira os combustíveis que tenha certificado de controle de qualidade como o do Posto 214 Sul.

Sempre que possível, vá de gasolina aditivada

Para proprietários que utilizam gasolina no tanque, uma dica importante é: sempre que houver possibilidade, utilize a gasolina aditivada em seu veículo. A diferença de preço costuma ser pouco significativa, de apenas alguns centavos, mas os benefícios em longo prazo trazem grande economia e é um combustível ideal.

Muita gente acredita que a gasolina aditivada serve para dar mais potência e performance ao veículo. Na verdade, não é bem assim que isso funciona. Este tipo de combustível é aditivado na distribuidora com detergentes e dispersantes que integram a fórmula da gasolina.

Estas substâncias aditivas são utilizadas para que a gasolina, ao ser movimentada no interior das tubulações e partes do veículo, limpem impurezas físicas e químicas que causam mais atrito e desgaste nas partes móveis do motor, além de lubrificar e limpar pistões, virabrequim e bicos injetores, economizando muito na manutenção veicular.

Os dispersantes também ajudam a gasolina aditivada a ser menos nociva ao meio ambiente uma vez que for queimada e seus gases expelidos pelo escapamento. Assim, o proprietário aumenta a vida útil do motor do carro e ainda ajuda reduzir os impactos sobre o meio ambiente.

A gasolina comum não possui aditivos em sua fórmula. Em postos com garantia de procedência, este combustível é suficiente, porém, naturalmente, ele gera resíduos de combustão que podem se acumular no interior do motor ao longo do tempo de uso aumentando a manutenção e o consumo de combustível.

Se o motorista deseja alcançar o máximo desempenho em seu motor com gasolina, deve utilizar combustível qualidade premium, com octanagem maior. Este tipo de gasolina traz melhorias significativas em motores de alta performance, presente em carros mais luxuosos.

O proprietário também deve rotineiramente utilizar gasolina combinada a aditivos comercializados separadamente, colocados diretamente no tanque antes do abastecimento. Alguns destes produtos trazem excelentes benefícios a curto e a longo prazo sempre agregando as características originais da gasolina. Siga sempre as recomendações do fabricante.

Compare preços entre gasolina e etanol na bomba

Esta dica vai para proprietários de veículos com motor Flex, que aceita abastecimento tanto com gasolina, como com etanol. O conselho é: considere a diferença entre os preços dos combustíveis ao escolher entre um ou o outro.

A gasolina é um derivado do petróleo. Seus custos de produção são mais altos, bem como toda a cadeia logística para que ela chegue até as bombas. Além disso, é um combustível mais durável que o etanol. Por essas e outras razões, ela é mais cara.

O etanol no Brasil é produzido a partir de cana de açúcar, com custos de produção mais baixos. Além disso, ele está presente na fórmula da gasolina em até 27% da composição.

Apesar de ter uma potência de combustão mais alta que a gasolina, o etanol é consumido mais rapidamente, por isso, um tanque de etanol dá menos autonomia de rodagem ao veículo do que a mesma quantia de gasolina. Isso torna o etanol mais barato.

Porém, a diferença de preços entre estes dois combustíveis no momento do abastecimento é um fator importante a se considerar ao escolher entre etanol e gasolina.

Normalmente, se o etanol estiver custando até 70% do valor da gasolina, ele é a melhor escolha. Se a diferença de preços for menor, a gasolina pode ter o melhor rendimento, mesmo sendo mais cara na bomba.

Atenção: a porcentagem acima não é uma regra geral. Este cálculo varia de acordo com os diferentes modelos de veículos e seus motores. Outro fator que influencia no rendimento dos combustíveis é o comportamento do motorista, mais agressivo ou mais regular.

No Brasil é proibido que carros de passeio sejam equipados com motores a diesel. No entanto, se você pretende comprar uma pickup média ou um utilitário 4×4 reduzido, é possível adquirir um veículo com motorização a diesel.

Estes motores apresentam alta performance e potência. Além disso, o valor do diesel é menor do que o da gasolina e os motores têm desempenho econômico. O ponto negativo é a alta emissão de poluentes e o investimento maior na compra.

Teste 2 abastecimentos seguidos de gasolina com maior octanagem (premium)

Um dos fatores que traz economia para a sua carteira é pagar um pouco mais no litro da gasolina, ou de aditivos com maior octanagem, veja os benefícios deste combustível ideal:

  • Aumento da autonomia
  • Aumento da resposta do acelerador
  • Reduz o consumo médio
  • Reduz a manutenção mecânica
  • Acaba com as falhas de desempenho do motor

Este artigo foi útil para você? Aqui você pode encontrar muito mais conteúdo de qualidade que é útil para proprietários, motoristas e passageiros.

Acesse nossos vídeos cadastre-se e baixe o nosso aplicativo para smartphone.

Escreva um comentário