Ter um automóvel é o sonho de consumo de muitos brasileiros. No entanto, um carro é uma máquina complexa, e dominar os principais sistemas da parte mecânica é um requisito fundamental para mantê-lo em bom funcionamento. Entre os componentes que merecem atenção especial está a embreagem, que faz parte do sistema de transmissão do veículo.

Problemas na embreagem podem trazer grandes danos. E ainda que eles não sejam tão “visíveis”, se comparados aos do motor e pneus, por exemplo, é possível identificá-los e, sobretudo, prevenir tais transtornos.

Lembre-se: a embreagem de um carro pode durar até 80 mil quilômetros se bem utilizadas. Mas dependendo de como é a sua condução, a vida útil do kit pode diminuir para até 10 mil km.

Pensando nisso, nós vamos te mostrar os quatro principais problemas encontrados na embreagem de um veículo. Assim, você saberá como manter o bom desempenho do seu veículo! Confira:

Pedal duro

A rigidez no pedal é um dos problemas mais comuns de embreagem – e normalmente ligam um sinal de alerta ao motorista.

De fato, todo cuidado é pouco se você identificar que o pedal da embreagem está mais duro do que costumava ser. Mas calma que isso não necessariamente significa um grave problema. Normalmente, essa rigidez está ligada à quebra ou estiramento do cabo de embreagem, exigindo apenas a substituição do componente.

Entretanto, o pedal duro também pode ter relação com a presença do ar na linha hidráulica e até mesmo com o empenamento do platô, peça que exerce pressão no disco de embreagem. Neste último caso, isso exigiria a troca de todo o kit de embreagem.

Embreagem deslizando ou patinando

Sabe quando você solta o pedal e a embreagem continua acionada? Bem, isto provavelmente significa que sua embreagem está deslizando (ou patinando). Isto acontece quando o supracitado platô não consegue frear o disco da embreagem, em virtude de resíduos como óleo ou graxa, por exemplo.

Neste caso, o mais recomendável é que o kit de embreagem seja substituído de forma completa.

Ruídos

Este é o problema mais fácil de ser identificado, até porque todos sabemos que ouvir aqueles ruídos de ferro com ferro na embreagem não significa boa coisa.

Se você passou por esse problema, provavelmente foi na hora de trocar a marcha, certo? A embreagem pode não estar abrindo para o câmbio fazer a troca, e é provável que isso implique em desgaste no rolamento. Leve o carro ao mecânico imediatamente.

Embreagem travando

Outro problema comum é quando a embreagem trava ou não engata. Neste caso, é provável que a desregulagem esteja na bucha do eixo piloto, exigindo apenas a troca do rolamento. No entanto, caso esse travamento seja um problema frequente no seu veículo, o mais recomendável é fazer a troca completa do kit.

Agora que você já sabe como lidar com problemas na embreagem, aproveite para descobrir três cuidados diários que você precisa ter com o seu carro. Ah, e não esqueça de se cadastrar em nosso e-mail marketing para receber novos conteúdos em primeira mão!

Escreva um comentário