Possuir um automóvel vai muito além de escolher um modelo bonito, comprar, abastecer quando necessário e usar. Há algumas coisas importantes que todo proprietário de veículo precisa saber para que o seu automóvel tenha um ótimo desempenho quando você for utilizá-lo e para que você possa evitar certos problemas.

Ter conhecimento sobre as normas da ANP (Agência nacional do petróleo, Gás natural e Biocombustíveis) é necessário para que você possa escolher o que é melhor para o seu carro e, consequentemente, para o seu conforto também.

Nesse texto, você saberá tudo que é preciso sobre Octanagem. Fica atento e vamos lá!

O que é octanagem?

O índice de octano, popularmente conhecido como octanagem, é o medidor que mostra a habilidade que o combustível tem de resistir às mais elevadas temperaturas e pressões geradas no compartimento de combustão dentro do motor antes que haja a detonação, de modo que a faísca da vela não seja ativada pelo sistema de ignição. 

Para que a octanagem ocorra corretamente, o combustível, como por exemplo, a gasolina, precisa mostrar resistência no momento do seu encontro com o ar. É através do índice de octanagem que é feita a avaliação da qualidade da gasolina.

De acordo com o processo de octanagem, quanto mais capacidade de resistir à detonação, maior é o índice de octano. Os motores de carros com altos desempenhos, geralmente aqueles importados, ou, então, os modelos esportivos, tendem a exigir que a gasolina usada tenha uma maior octanagem.

Basicamente, é a partir da octanagem que teremos uma forte explosão sendo, assim, revertida em potência, potência essa que fará o motor do veículo funcionar com toda a sua capacidade e excelência desenvolvida.

Quais são as normas da ANP referente à octanagem?

Em janeiro de 2020, a Agência nacional do petróleo, Gás natural e Biocombustíveis, conhecida pela sua sigla ANP, lançou uma resolução que trouxe as novas características a serem seguidas para a produção de gasolina no país.

De acordo com a ANP, isso é necessário para que o combustível possa ser mais sustentável e eficaz, sendo assim, produzir gasolina respeitando essas especificações estipuladas passou a ser obrigatório. Levando em conta o quesito octanagem, as novas regras ficaram assim:

Ao que se refere à octanagem, temos dois parâmetros: MON (Motor octane number) e RON (Research octane number). A resolução da ANP passou a regularizar os limites da octanagem RON, o que antes não era feito. Devido a essa nova regularização, foi preciso que o Brasil se adequasse aos padrões usados internacionalmente. A agência informou que essas regras são necessárias para as funcionalidades das tecnologias exploradas nos motores.

Assim, ficou acordado que:

  • A gasolina comum e aditivada possuísse no mínimo 93 RON;
  • As gasolinas premium (podium) possuíssem, pelo menos, 98 RON.

Tudo que você precisa saber sobre o aditivo STP OCTANE

A octanagem maximiza a potência do motor fazendo com que ele funcione melhor, mas há outras maneiras de dar uma turbinada no desenvolvimento do seu carro o que permitirá que ele atinja uma melhor desenvoltura.

O STP Octane é um aditivo que aumenta significativamente a octanagem da gasolina, além de inúmeras vantagens, como: limpeza no compartimento de combustão, evita aquelas “batidas” que prejudicam o motor e permite que o combustível seja economizado, fazendo com que dure por muito mais tempo.

Para ser mais claro, o aditivo funciona como uma vitamina para o motor que passa a funcionar de uma maneira mais fluída e faz sucesso entre os americanos e os carros importados que exigem gasolina Premium. O aditivo STP Octane amplia a atuação do motor por um preço que cabe no bolso do consumidor, fica disponível 24 horas no Posto 214 Sul.

Certamente, um dos melhores aditivos atualmente é o STP Octane que eleva as habilidades do seu carro sem que você precise gastar muito.

Descubra agora Gasolina a preço de nota fiscal: Como os brasilienses economizam?

Escreva um comentário