Você, com certeza, já ouviu falar em gasolina batizada. Mas o que isso significa e que impactos pode trazer para os motoristas?

É isso que vamos comentar no nosso post de hoje. Uma boa leitura!

Afinal, o que é gasolina batizada?

Gasolina batizada nada mais é do que a gasolina adulterada, isto é, aquela que sofre mudanças em sua composição original, a partir da adição de outras substâncias mais baratas, com o objetivo de obter mais lucro nas vendas.

Em se tratando desse tipo de gasolina, a adulteração costuma ser feita com a adição de etanol acima do permitido pela legislação brasileira. A gasolina de boa qualidade tem a porcentagem fixa de 27% de álcool anidro.

Porém, esse tipo de medida fraudulenta pode ocorrer também com o acréscimo de solventes e com a mistura de etanol hidratado e etanol anidro ou água. É o que alerta a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Como saber se o combustível é adulterado?

É muito difícil ter 100% de certeza de que a gasolina, em um posto, é aditivada. Porém, existem sinais que nos ajudam a levantar suspeitas.

Confira, abaixo, quais são esses sintomas:

  1. Preço da gasolina: se o valor do combustível estiver muito baixo, desconfie. Evite, ao máximo, abastecer em postos que praticam preços muito diferentes do mercado, pois a qualidade do combustível pode ser inferior e danificar o seu carro;
  2. Consumo médio do veículo: é outro sinal de que você pode ter optado por um combustível de baixa qualidade. Gasolina batizada tende a reduzir o rendimento do carro, então, fique atento;
  3. Danos ao motor: além do preço e do consumo médio, você deve observar também se o combustível que você pôs no seu veículo tem afetado o funcionamento do motor, se o componente está sofrendo oscilações de rotação sem motivo aparente;
  4. Mudanças no som: ouça ruídos estranhos que vêm do motor ou do escapamento do seu carro. Isso pode indicar que algo não vai bem.

Quais são os impactos da adulteração da gasolina para o veículo?

Em algumas circunstâncias, a gasolina adulterada pode sim trazer benefícios para o fornecedor, especialmente quando falamos em redução de custos com o produto. Porém, aqui, trataremos dos danos que essa prática irregular pode causar ao consumidor.

Para começar, é importante que você entenda que o combustível batizado é muito mais prejudicial do que se imagina. Ele costuma afetar os seguintes componentes:

– Filtro e bomba de combustível;

– Vela de ignição;

Bicos de injeção;

– Catalisador;

– Sonda lambda;

– Revestimentos isolantes.

Entre os efeitos da gasolina adulterada estão:

  1. Queda no rendimento do carro;
  2. Contaminação do óleo lubrificante;
  3. Problemas na bomba, no catalisador e no sistema de escapamento;
  4. Desgaste de componentes internos;
  5. Diminuição da vida útil do sensor de oxigênio e das velas de ignição;
  6. Aumento do consumo do veículo.

Muitos danos, não é mesmo?

Para que você não arque com todos esses custos, siga a nossa orientação: abasteça sempre em um posto (com bandeira!) que trabalhe com a gasolina que parece render mais. Se o preço do combustível estiver acessível, melhor ainda.

Gostou do nosso post? Então, acesse o nosso site para ler conteúdos exclusivos sobre o universo dos combustíveis e para conhecer o nosso trabalho!

Escreva um comentário