Muitos proprietários de veículos prezam por uma boa limpeza para manter a aparência externa do carro impecável, uma vez que é onde se tem mais contato direto com o design do automóvel. Mas e por dentro? Será que os condutores e condutoras têm dado a atenção necessária?

Um dos itens internos dos carros que precisam de uma atenção especial são os bancos, que podem além de proliferar ácaros e bactérias também serem responsáveis por maus odores e outras condições como a rinite alérgica quando negligenciados.

Para evitar desconfortos como os citados acima, confira estas dicas essenciais para limpar o banco estofado de seu carro.

1 – Combatendo a poeira

Não se deve economizar no aspirador de pó! Pelo menos uma a duas vezes por semana é necessária a remoção de toda poeira e resíduo que possa ter ficado nos cantos inalcançáveis ou nas fibras do tecido. Essa medida pode poupar muita gente de uma crise de rinite, dentre outros benefícios que colaboram com a preservação do material.

2 – Sujou, limpou!

Sempre que algum resíduo indesejável entrar em contato com o estofado é interessante que o mesmo seja removido o quanto antes. Além de evitar que a sujeira se prolifere, isso evita que as substâncias causem danos muitas vezes permanentes à integridade do material do banco do automóvel. É interessante também indicar o uso de toalhas úmidas para amenizar a situação.

3 – Faça sua própria solução de limpeza

Em um recipiente misture meio litro de água a uma quantidade menor de álcool, vinagre, bicarbonato e amaciante. Essa solução deve, além de desinfetar o estofado, remover manchas, bolores e mau-cheiro. De bônus você ainda se sentirá como um grande cientista após criar seu próprio produto. É interessante também utilizar essa mistura após passar o aspirador de pó. Afinal, você quer limpar bem o banco do carro.

4 – Após terminar, deixe secar!

Muita gente comete o erro de principiante de fechar as portas do veículo após a limpeza dos bancos. Isso contribui para que a umidade permaneça e jogue todo o seu trabalho de limpeza no lixo pois gerará mal cheiro e também a possibilidade de embolorar os estofados. A melhor possibilidade após a limpeza é deixar o veículo totalmente aberto por um período em um lugar que contenha o mínimo de poeira possível, mas que tenha boa ventilação.

5 – Limpezas mais pesadas devem ser feitas com cuidado

Todos estamos sujeitos a situações desagradáveis e difíceis de higienizar, como por exemplo vômitos. Nesses casos o correto é limpar com muita paciência e atenção, começando passando um pano de alta absorção ou toalha para tirar a parte mais grossa e utilizando produtos como a própria solução caseira apresentada na dica 3. Lembre-se de que qualquer resquício pode causar danos ou odores indesejados, então vale a pena ter bastante cautela.

Um automóvel limpo representa o asseio de seu dono, dizendo muito sobre o zelo que esta pessoa tem com seus bens. Além disso pode evitar problemas de saúde e odores indesejáveis, logo é crucial a todos que tenham paixão por seu veículo.

Gostou do conteúdo? Acesse nosso site e leia mais sobre o kit Greencar.

Escreva um comentário