Quando o motor de um automóvel superaquece, os danos podem ser irreversíveis. Umas das principais causas desse superaquecimento, é a quantidade insuficiente de fluido de arrefecimento, a chamada água no radiador. Por este motivo, é importante saber identificar quando há um vazamento de água no carro para que o conserto seja feito o mais rápido possível.

Geralmente, são necessários apenas pequenos reparos, como trocas de mangueiras, juntas ou vedações, que não costumam custar caro. No entanto, se não forem realizados a tempo, esses vazamentos podem levar a um prejuízo enorme, como deformar ou derreter componentes metálicos do motor.

Como já deu para perceber, o vazamento de água no radiador pode ser um problemão. Por isso, é importante você ficar sempre atento. Confira o artigo até o final e você vai aprender tudo sobre como identificar o vazamento e o que fazer!

O que ocasiona o vazamento de água do radiador?

Com o tempo, é normal que o volume de água do radiador diminua com o tempo, por conta do processo de evaporação que ocorre durante o aquecimento e resfriamento do do motor. No entanto, é preciso se atentar se o reservatório precisa ser completado constantemente. Neste caso, se o reservatório perder muitos litros em pouco tempo, é provável que o motor superaqueça.

Algumas das causas do vazamento de água do radiador podem ser vistas a seguir:

Junta do cabeçote danificada

Se já houve superaquecimento anterior, a junta do cabeçote pode ter sido danificada. Como a junta do cabeçote é o responsável vedar o motor e impedir a entrada de água por lugares impróprios, o deterioramento dessa peça pode causar perda de óleo também. Se entrar em contato com a água, o óleo pode ter sua viscosidade alterada e isso aumentar o atrito entre as peças e superaquecer o motor.

Mangueiras com rachaduras

Por serem produzidas com borrachas, as mangueiras possuem uma durabilidade muito alta. Porém, com o tempo elas ressecam, e isso aumenta o risco de rachaduras. Essas rachaduras são suficientes para a água que vaza em forma de vapor, escape pela mangueira.

Dessa forma, o ideal é manter a revisão das mangueiras sempre em dia e fazê-las a cada 10.000 quilômetros rodados. Se você notar algum vazamento e quiser se certificar antes de levar seu carro na oficina, é possível fazer um teste. Basta ligar o motor, e verificar se há bolhas se formando em algum ponto das mangueiras. Mas cuidado para não encostar na ventoinha ou em partes quentes do motor. Se houver bolhas, há vazamento.

Braçadeiras frouxas

As braçadeiras prendem mangueiras e mangotes em seus respectivos tubos e conexões. Uma braçadeira frouxa, não vedará da forma correta e poderá ser um ponto de vazamento do líquido de arrefecimento.

Sempre confira e faça revisões regularmente verificar se as braçadeiras estão corroídas, quebradas ou rachadas.

Tampas do reservatório ou do radiador

Essas tampas são feitas de plástico e têm vedação de borracha, próprias para aguentar altas temperaturas. Mas elas também podem ser pontos de vazamentos do líquido em ebulição.

O problema mais comum é o encaixe mal feito, que impede uma vedação perfeita. Para resolver isso, basta rosqueá-las corretamente. No entanto, rachaduras e ressecamento também podem ocorrer. Nesse caso, será preciso a substituição da peça danificada.

Problemas na serpentina de ar quente

Praticamente todos os carros disponíveis hoje em dia no mercado apresentam serpentinas de ar quente. Elas ficam localizadas no interior do veículo e o vazamento pode ser identificado com água no interior do carro, o que deve ser um alerta.

Radiador furado

Apesar de raro, é um problema que pode acontecer e com isso, precisa da sua atenção. Uma das principais causas de furo no radiador é a utilização de água da torneira no sistema de arrefecimento por muito tempo. Por conterem minerais, a água da torneira pode corroer o radiador, provocando furos. Outra causa possível, é a perfuração do radiador por alguma pedra ou outro objeto que possa ter desprendido da pista enquanto o carro estava em movimento. (impacto de detritos no radiador enquanto o carro está em alto velocidade)

Cuidados necessários para evitar problemas de vazamento de água no radiador

É de suma importância a manutenção periódica do veículo. Sem dúvida, a melhor maneira de evitar qualquer tipo de problemas em seu automóvel é fazer a manutenção preventiva dos diversos itens prevendo um possível vazamento de água no radiador.

Além de livrar você de problemas inesperados, que podem imobilizá-lo em meio ao trânsito ou, pior ainda, rodando em alta velocidade e por lugares ermos, em uma viagem de carro, a prevenção sai muito mais barata.

Isso porque, nas revisões, pequenos reparos são realizados para manter o veículo funcionando dentro dos parâmetros de fábrica. Assim, são prevenidos problemas maiores, pois uma peça que falhe ou quebre pode afetar outros componentes durante o funcionamento do carro, forçando-os, diminuindo drasticamente a sua vida útil.

No caso do sistema de arrefecimento, encontrar eventuais vazamentos antes que eles fiquem maiores ou que o líquido do sistema se torne insuficiente evitará o superaquecimento do motor. E a temperatura excessiva pode levar à queima de juntas, derretimento de mangueiras, empenamento de pistões e, possivelmente, até fundir o motor.

Portanto, ao encontrar vazamentos no início e fazer os reparos necessários, as manutenções preventivas, apesar de parecerem custosas, sairão bem mais baratas do que consertar os problemas que a escassez de fluido do radiador pode causar.

O que fazer quando passar por isso?

Enquanto a presença de água no chão embaixo do seu carro geralmente não indica qualquer tipo de problema, é melhor se segurar da ausência de problemas, especialmente se você estiver prestes a sair em uma viagem. Então, se você notar vazamento de água do seu carro, é importante anotar de onde vem e qualquer tipo de coloração que tenha.

Aqui está um resumo rápido do que fazer quando você percebe água no seu carro:

Verifique a cor da água.

Água translúcida é água de condensação, a menos que você tenha água em seu sistema de resfriamento (algo que você não deveria fazer, diga-se por passagem). Verde, azul, amarelo, rosa é líquido de arrefecimento, provavelmente esta água saiu do radiador.

Verifique a posição da poça

Perto da parte de trás do compartimento do motor é a condensação do ar condicionado. Perto do tubo de escape ou silenciador é a condensação de escape. Em qualquer outro lugar, provavelmente está vindo de outros lugares.

O seu ar condicionado está ligado?

Se o ar condicionado estiver ligado, então é normal ver algum nível de poça de condensação debaixo do seu veículo. Mesmo se você não tiver o ar ligado, você ainda pode obter condensação nos dias quentes.

Está realmente frio?

A condensação do escape é mais comum quando está frio, mas geralmente desaparece depois que o silenciador aquece. Se a água continuar a escorrer ou pulverizar fora do tubo de escape mesmo depois de dirigir por um tempo, pode haver um problema mais grave.

Agora que você esta sabendo de tudo sobre possíveis vazamentos de água do radiador, leia sobre as 7 dicas para carros que estão com consumo excessivo de combustível. Se precisar de ajuda, pode dar um pulinho no Posto 214 Sul que prestamos uma consultoria gratuita para você e seu carro.!

Escreva um comentário