Reduzir o consumo do carro se tornou quase uma obsessão para os motoristas. Afinal, apesar da situação financeira apertada, ninguém quer deixar de usar seu automóvel, por conta da praticidade e do conforto que ele oferece. Por isso, o jeito é aprender a como economizar combustível!

Quem tem um veículo flex, sabe que o desempenho do veículo depende bastante da escolha entre etanol e gasolina.

Para economizar na hora de abastecer, não é diferente: é preciso entender como o uso de cada combustível impacta o seu orçamento.

Com base nisso, apresentamos neste artigo o cálculo para saber qual das opções é a mais em conta para você e algumas dicas para economizar combustível. Confira!

Cálculo para escolher o combustível certo

Qual é o combustível mais vantajoso para veículos flex? Em primeiro lugar, é necessário descobrir qual é o consumo do seu carro com a gasolina e com o etanol. Você pode usar o computador de bordo para fazer isso. Caso não o tenha, complete o tanque sempre no mesmo posto, bomba e bico de combustível, até o automático, anotando e zerando a quilometragem do hodômetro.

Rode por algum tempo e abasteça o tanque novamente, até o automático, no mesmo local. Veja quantos litros foram necessários e divida o resultado pelos quilômetros percorridos.

Agora, veja como calcular o tipo de combustível mais vantajoso:

  • divida o consumo de etanol pelo de gasolina. Por exemplo: 7 km/l (com etanol) por 10 km/l (com gasolina) = 0,7 ou 70%;
  • faça o mesmo com os preços. Por exemplo: R$ 2,50 (para o etanol) por R$ 4,00 (para a gasolina) = 0,625 ou 62,5%.

O primeiro cálculo revela que o veículo consome 1 litro de etanol a cada 7 quilômetros, enquanto que, com a gasolina, o consumo é de 1 litro a cada 10 quilômetros. Ou seja, o etanol tem um desempenho de 70% em relação à gasolina.

O segundo cálculo demonstra que o preço do etanol está cerca de 63% o preço da gasolina. Nesse caso, a opção mais econômica é abastecer o carro com etanol, pois esse combustível está mais barato, em termos de porcentagem (62,5%), do que o seu desempenho, que é de 70%.

No entanto, caso a diferença entre a porcentagem do desempenho e a porcentagem do preço do etanol fosse curta, o orçamento gasto com combustível não sentiria uma economia significativa. Por isso, o ideal é adotar algumas práticas para diminuir, de fato, o consumo e garantir uma economia para o seu bolso. É o que veremos a seguir.

Como economizar combustível de verdade

Separamos algumas práticas que todo motorista deve adotar para economizar combustível e conservar o seu automóvel. São elas:

Saiba quanto o seu carro consome

Antes de iniciar qualquer procedimento para economizar combustível no seu veículo, é interessante você saber o quanto ele consome por litro.

Mas você sabe como fazer um média de consumo?

Uma forma é você encher o tanque e rodar uma quilometragem alta, como 250 quilômetros ou mais.

A quilometragem alta ajuda, pois o consumo é diferente na estrada ou na cidade. Assim, você terá uma média geral.

Após, você enche o tanque novamente.

Aí, basta verificar a quilometragem rodada e a quantidade de litros que gastou, dividindo um número pelo outro.

Ou seja, se você gastou 22 litros para rodar 250 quilômetros, a conta será 250 / 22 = 11,36. Nesse caso, o veículo fez 11,36 quilômetros por litro.

Considere o uso de aditivos ou gasolinas aditivadas

A presença de aditivos no combustível ou da gasolina aditivada servem para manter o motor e os componentes limpos e preservados.

A médio/longo prazo ele ajuda o seu motor a manter a média de consumo.

Entretanto, se seu carro for zero, o consumo será idêntico ao uso da gasolina comum.

Em carros antigos, é recomendado após o uso de aditivos, fazer a substituição de filtro de combustível, pois irá liberar muita sujeira.

Se você já tem o hábito de usar o combustível aditivado, continue, pois ele ajuda a aumentar a durabilidade do motor. Se você não possui este hábito, adicione gradativamente combustíveis aditivados ou aditivos individuais a cada abastecimento, você logo perceberá diferença de desempenho e economia nos números.

Faça a manutenção preventiva

O óleo lubrificante correto e dentro da validade, os filtros novos (de óleo, ar e combustível), as velas e os cabos em bom estado e os bicos injetores limpos: esses são alguns componentes que poupam diretamente o consumo de combustível e desempenho do seu veículo.

Por isso, faça manutenções preventivas com o simples uso de aditivos junto ao combustível como o Perfect Clean, STP Octane e o Dx fuel, e siga o manual do proprietário.

Mantenha a calibragem correta dos pneus

Essa é uma das dicas mais simples e eficientes. Rodar com os pneus com pressão abaixo do recomendado pela montadora do veículo aumenta em até 20% o consumo de combustível. Portanto, calibre-os, pelo menos, uma vez por semana.

Pneus que estão mal calibrados levam o motor a forçar mais para girar, elevando o consumo.

A solução é simples: ao primeiro posto que encontrar, busque um calibrador para manter os pneus do carro com a pressão adequada ao que indica o manual do veículo.

Esse processo de calibragem precisa ser efetuado a cada 15 dias para manter a eficiência do seu carro.

Um pneu calibrado com a pressão errada pode representar de 1,5% a 3% mais consumo.

O valor pode parecer baixo, mas no fim do mês com certeza fará diferença no seu orçamento.

Substitua as velas

As velas são um dos itens que mais influenciam o consumo de combustível do carro.

Elas devem ser trocadas quando o carro alcançar a quilometragem recomendada pelo manual do usuário.

E não é por menos: a sua função é a de gerar energia na câmara de combustão do motor do veículo para iniciar a queima de combustível.

Se ela está gasta, começa a queimar combustível desreguladamente, gerando um importante aumento no consumo de combustível do seu carro.

Ou seja, trocar as velas conforme manda o manual do proprietário é uma boa forma de descobrir como economizar combustível, mas não as troque antes do uso de aditivos a cada no mínimo 6 meses no seu tanque.

Os filtros precisam estar limpos

É importante manter os filtros de ar e de combustível em dia.

Se o cuidado não for seguido, pode haver entupimento, fazendo com que o motor se esforce mais e acabe consumindo mais combustível.

Ou seja, uma boa forma de aprender como economizar combustível é fazer as trocas como manda o manual do proprietário.

E nada de retirar os filtros. Sem eles, você poderá ter que refazer o motor de seu veículo.

Algumas pessoas vão lhe dizer que, se você tirar os filtros, a potência poderá ser aumentada.

Mas vale a pena em troca da vida útil do motor?

Se quer um carro mais potente, troque de veículo, mas não estrague o que você tem.

Esqueça o ponto morto

Quem nunca andou em ponto morto para economizar combustível?

Pois saiba que isso é um mito.

Além de fazer com que você não possa utilizar o freio motor e seu carro fique mais instável, aumentando o risco de acidentes, isso eleva o consumo e não diminui, como a maioria pensa.

O que ocorre é que os veículos atuais devem ficar engrenados para consumir menos combustível.

Isso se deve à injeção eletrônica, pois ela identifica que o motor não precisa acelerar e corta o combustível da câmara.

Mas não é o que ocorre quando o câmbio está em ponto morto, ou neutro.

Garanta o alinhamento das rodas

Um bom alinhamento do seu carro também ajuda a economizar combustível.

Quando as rodas não estão alinhadas, elas se arrastam.

Além de isso diminuir a vida útil dos seus pneus significativamente e aumentar o risco de acidentes, ainda eleva o consumo de combustível.

Neste caso, não há como economizar combustível sem manter em dia o alinhamento e a geometria dos pneus.

Você pode seguir as orientações do seu manual do proprietário.

Se sentir que o carro está puxando para um lado ou para o outro, está na hora de procurar um profissional e realizar o procedimento.

Adote uma direção defensiva

Evite andar a poucos centímetros do veículo da frente, correr quando o farol está amarelo, sair bruscamente de imobilizações e manter o giro do motor alto. Todas essas atitudes agressivas aumentam o perigo de acidentes e consomem muito combustível, devido a acelerações e frenagens desnecessárias.

O que você faz no trânsito é extremamente importante para economizar combustível.

Caso o semáforo fique vermelho, diminua gradativamente a velocidade em vez de deixar o carro em ponto morto.

Use a caixa de marchas.

E, finalmente, pare de acelerar o carro antes de desligá-lo.

Vícios no trânsito só aumentam o consumo.

Leve no carro somente o necessário

Carros com mais peso tendem a utilizar mais combustível para rodar.

A conta é simples: um carro mais pesado necessita que o motor force mais para rodar.

Forçando mais o motor, mais combustível será utilizado.

Por exemplo: uma camionete tende a gastar mais combustível do que um carro de passeio e isso ocorre muito em razão dessa questão.

Vale ressaltar que os carros suportam um peso limite que está descrito dentro do manual do proprietário.

Estudos apontam que o consumo de combustível aumenta a cada 40 quilos a mais dentro do carro. Portanto, retire tudo o que não for necessário de dentro do carro.

Muitas pessoas costumam deixar roupas ou malas dentro do veículo para uma necessidade. Saiba que isso vai aumentar o consumo.

Assim como deixar o bebê conforto ou a cadeirinha dentro do veículo quando não estiver transportando a criança também aumenta esse valor.

Aprenda a trocar a marcha

A troca de marcha é um dos fatores que mais influencia no aumento de consumo de combustível.

Em todos os carros, a troca correta está contida no manual do proprietário.

Nele, você encontra qual a rotação ideal e a velocidade ideal para a troca da marcha.

Com o tempo, os motoristas mais experientes aprendem a “ouvir o motor” e saber simplesmente pela audição qual é o momento correto para cada troca.

No entanto, não custa dar uma olhadinha no manual e ver se você está fazendo certo.

Lembre-se que essa troca tem que ser suave para o carro.

Por exemplo: um carro que anda a 20 km/h em 4ª marcha consome mais combustível que o normal, da mesma forma que um carro andando a 110km/h em 3ª marcha.

Inclusive esse tipo de comportamento pode causar problemas tanto para a caixa de marcha quanto para o motor, que pode sobreaquecer.

Ou seja, nada de esticar a caixa.

Esse comportamento não melhora o desempenho do veículo.

Muito pelo contrário, ele diminui a vida útil desta peça, que é bem cara de ser substituída.

A propósito, você sabia que o consumo aumenta cerca de 20% se você passa de 80 km/h para 100 km/h?

Ou seja, dirija com prudência. Além de evitar acidentes você ainda vai economizar combustível.

Mantenha as janelas fechadas

O que também afeta o consumo de combustível são as janelas abertas.

Em vias de 100 km/h, isso pode fazer com que seu carro consuma bem mais.

Isso ocorre devido aos veículos serem projetados com uma aerodinâmica que gera menos atrito no ar, o que, em consequência, usa menos combustível.

Quando andamos em alta velocidade com as janelas abertas, “quebramos” essa aerodinâmica, pois o ar entra no veículo e é necessária uma força maior por parte do motor para quebrar essa pressão.

Ou seja, se você vai fazer grandes viagens, opte pelo ar condicionado ao invés dos vidros abertos.

Use o ar condicionado com moderação

Quem tem carro com ar condicionado já sabe: ao ligar o ar, o carro perde potência e consome mais combustível.

Em dias em que o clima está ameno, melhor não ligá-lo.

A natureza agradece e o seu bolso também.

Mas lembre-se: toda regra tem exceção e, no caso do ar condicionado, a exceção se dá em viagens mais longas.

Evite modificações

Antes de realizar qualquer modificação no seu veículo, consulte o fabricante.

Toda e qualquer modificação no seu carro pode aumentar o consumo de combustível e, dependendo do que for feito, a diferença pode ser muito grande.

Abasteça em postos de confiança

É preciso sempre usar combustível de boa qualidade. Afinal, os adulterados prejudicam diversos componentes do motor e da injeção, causando problemas mecânicos. Além disso, há o baixíssimo rendimento do veículo, pois os solventes adicionados não queimam como a gasolina.

Escolher um posto de confiança exige atenção para aspectos como o atendimento, disparidade de preços em relação aos outros postos da região, localização etc.

Não abuse da velocidade

Em rodovias, um carro em velocidade de 100 km/h consome, em média, 30% a mais do que se estivesse a 80 km/h, por conta da resistência do ar. Esse número varia para cada modelo, mas a lógica é a mesma. Diante disso, o ideal é pegar leve no acelerador.

Hoje em dia, os carros têm tecnologias nas quais não se precisa mais aquecer o motor antes de sair.

A ideia é simples: tenha partidas rápidas.

Os carros atuais utilizam injeção eletrônica, na qual já tem esta função de aquecer o combustível antes de ocorrer a combustão.

Você também não precisa gastar pneu ao sair com seu carro, o que é proibido conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Se você força mais o motor, consequentemente ele consome mais combustível.

Sabe aquela expressão “pé pesado”?

Pois bem, um pé pesado gera um bolso mais leve, pois gasta mais dinheiro para manter o tanque abastecido.

Em rodovias, um carro em velocidade de 100 km/h consome, em média, 30% a mais do que se estivesse a 80 km/h, por conta da resistência do ar. Esse número varia para cada modelo, mas a lógica é a mesma. Diante disso, o ideal é pegar leve no acelerador.

Tenha as revisões na agenda

Por último e não menos importante: mantenha as revisões em dia.

O olhar de um profissional especializado fará com que você não fique rodando com alguma peça deficiente, o que aumenta o consumo de combustível.

Mas de quanto em quanto tempo devo fazer uma revisão?

Essa informação varia de veículo para veículo, sendo possível identificá-la no manual do proprietário do seu carro.

Entretanto, em regra, as revisões devem ser feitas a cada seis meses ou a cada dez mil quilômetros rodados, o que vier primeiro.

Agora você já sabe várias dicas para economizar combustíveis, adote-as o seu bolso e o meio ambiente agradecem. Quer ter descontos de até 30 centavos no litro de combustíveis? Acesse nosso aplicativo gratuito e veja a promoção imediata! Para IOS ou para ANDROID.

Escreva um comentário